sexta-feira, 8 de julho de 2016

RESENHA | Em Chamas, de Suzanne Collins


  Olá pessoal, tudo bem com vocês? Então, esses dias o blog está com uma rodada de resenhas e a que faço agora é do segundo livro de uma trilogia que a maioria dos leitores já está cansado de ouvir falar, Jogos Vorazes. A trilogia de grande sucesso já é bem popular entre os jovens, suas adaptações estão fazendo muito sucesso nos cinemas e ela é, talvez, a trilogia mais bem sucedida da editora Rocco. Com vocês... Em Chamas!

Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.

  Sou grande fã de Jogos Vorazes e suspeita para resenhar o meu livro favorito, que por sinal já li 12 vezes (sim!). Mas tenho muito a falar sobre o livro, sobre como ele é escrito e, principalmente, sobre como ele critica a nossa sociedade atual tão diretamente.

  Em Em Chamas, Katniss e Peeta acabaram de vencer os Jogos Vorazes e chegou a hora de tentarem esquecer os traumas vividos e continuar suas vidas. Porém, o ato dos dois para tentar sobreviver na arena foi visto como uma atitude rebelde e um desafio ao sistema da Capital. Há boatos de levantes nos distritos, e o Presidente Snow está tentando a todo custo eliminar o Tordo que está incitando os rebeldes. Os Amantes Desafortunados do Distrito 12 fazem uma turnê pelos distritos e devem convencer a todos de que o incidente com as amoras não foi um desafio à Capital e sim um ato de amor desesperado. Os Jogos Vorazes está também completando 75 anos e a cada 25 anos acontece o Massacre Quaternário, edição em que os jogos estão com algumas surpresas, e desta vez a surpresa é ainda mais impactante.

  Não posso deixar de falar de alguns personagens que considero de suma importância para a história, além de serem amados e venerados pelos fãs de Jogos Vorazes.
Katniss é a personagem principal, o livro é escrito em primeira pessoa e no presente (o que para algumas pessoas pode ser agoniante), a todo momento estamos vendo os acontecimentos pelo ponto de vista dela, muitas partes do livro são bastante confusas e angustiantes, pois é o sentimento que o personagem passa para o leitor, mas também vemos como ela é uma personagem forte e determinada, mesmo com seus traumas, ela faz de tudo para se mostrar forte e tentar proteger aqueles que ama;
Gale é o personagem que muitos odeiam por alguns fatos ocorridos no último livro, mas é o meu personagem preferido. Além de sempre ter sido contra os Jogos, ele sempre esteve ao lado da Katniss, quando ela se voluntariou no lugar de Prim, a irmã mais nova, ele quem cuidou dela e da mãe. Ele foi o único que deu à Katniss a esperança, ele acreditou que as pessoas podiam se rebelar e tentar mudar a realidade que viviam, mesmo que todos em seu distrito estivessem secando de fome e sem forças para ir contra a Capital, ele salvou muitas pessoas que poderiam morrer no Distrito 12 e esses são apenas alguns dos motivos pelo qual ele é o meu personagem preferido;
Não tenho muito o que falar do Peeta, porque na verdade eu não simpatizo com o personagem, mas reconheço que ele é muito bom em fazer as pessoas acreditarem no que ele fala. Diversas vezes ele e Katniss tiveram que mentir para sobreviver, na Capital isso era praticamente a todo momento. As mentiras que ele conta durante os livros são tão impactantes que foram capazes de chocar até os moradores da Capital, aqueles que vivem em pró dos Jogos Vorazes e do seu próprio "entretenimento";
Finnick Odair é um dos personagens mais amados da trilogia. Vive no Distrito 4, é um dos vencedores dos Jogos Vorazes anteriores e um ícone na Capital. Todos o amam pela sua beleza e há boatos de que o personagem é um brinquedinho sexual também. Mas não é por isso que ele é um dos preferidos dos leitores, ao longo da história você percebe que por trás de todo aquele charme e incrível habilidade com o tridente, ele é um personagem carismático, que faz você se apaixonar. Algumas cenas dele no livro me fizeram chorar de tão emocionantes e uma em especial que não vou falar, por motivos de: spoiler;
Primrose Everdeen, a irmã da Katniss e o motivo de ela ter participado dos Jogos Vorazes. Na 74ª edição, Prim foi escolhida para ir para a arena e a irmã, querendo protegê-la por ser jovem e inexperiente, se voluntariou em seu lugar. Quem a vê em Em Chamas é incapaz de acreditar no quanto a menina cresceu. Se em Jogos Vorazes ela é a irmãzinha indefesa que só faz chorar, no segundo livro o leitor vê o quanto ela amadureceu e está forte, pronta para apoiar a irmã e ajudar a mãe.
  Enfim, não dá para falar de exatamente todos os personagens que marcam a história, falei brevemente não só de alguns dos meus preferidos, mas também daqueles que foram importantes para o livro. Claro que há outros que são essenciais para o desenrolar da história como Haymitch, Beetee, Plutarch e muitos outros.

  Bom, Em Chamas é um livro muito especial para mim, além de seus acontecimentos que, na minha opinião, são cada vez mais realistas, ele tem uma escrita leve e simples. Suzanne Collins se inspirou num mito grego para escrever a trilogia, e é bastante fácil identificar esses pontos. A incrível semelhança com a nossa sociedade atual também não deve passar despercebida, afinal, é muito comum ver sofrimento e corrupção, fome e miséria, mas somos incapazes de ter apatia e continuamos cegos, com os olhos cada vez mais vidrados na mídia. Não vamos entrar num papo clichê de "tv aliena", etc., mas é notório que esses fatos do livro estão criticando intensamente a nossa forma de vida.

  Então é isso, pessoal. Para quem não sabe, já existem dois livros adaptados para os cinemas, Jogos Vorazes e Jogos Vorazes: Em Chamas. A Esperança será dividido em duas partes e a primeira será lançada no final de 2014.


  O que achou desta resenha? Que tal comentar sobre o post? A sua opinião é muito importante para o nosso blog!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre o blog


Conteúdo sobre questões raciais e de gênero de forma acessível e cor-de-rosa. O blog aborda assuntos como moda e estética negra como forma de expressão, além de questões ligadas ao movimento negro e feminista na contemporaneidade.

Newsletter