quarta-feira, 7 de setembro de 2016

RESENHA | Prova de Fogo, de James Dashner


Título original: The Scorch Trials
Autor: James Dashner
Série: Maze Runner
Editora: V&R
Ano: 2011


Sinópse:
O Labirinto foi só o começo... o pior está por vir. Depois de superarem os perigos mortais do Labirinto, Thomas e seus amigos acreditam que estão a salvo em uma nova realidade. Mas a aparente tranquilidade é interrompida quando são acordados no meio da noite por gritos lancinantes de criaturas disformes – os Cranks – que ameaçam devorá-los vivos.
Prova de FogoAtordoados, os Clareanos descobrem que a salvação aparente na verdade pode ser outra armadilha, ainda pior que a Clareira e o Labirinto. E que as coisas não são o que aparentam. Para sobreviver nesse mundo hostil, eles terão de fazer uma travessia repleta de provas cruéis em um meio ambiente devastado, sem água, comida ou abrigo.
Calor causticante durante o dia, rajadas de vento gélido à noite, desolação e um ar irrespirável – no Deserto do novo mundo até mesmo a chuva é a promessa de uma morte agonizante. Eles, porém, não estão sozinhos – cada passo é espreitado por criaturas famintas e violentas, que atacam sem avisar.
Manipulação, mentiras e traições cercam o caminho dos Clareanos, mas para Thomas a pior prova será ter de escolher em quem acreditar.
CUIDADO, ESTE POST PODE CONTER SPOILERS DO VOLUME ANTERIOR, CORRER OU MORRER! 

Olá, pessoal! Eu estava louca para resenhar Prova de Fogo, pois Maze Runner acabou se tornando uma das minhas séries literárias favoritas. Diferente de qualquer coisa que já li, James Dashner está sempre deixando seus leitores curiosos e apreensivos a cada página que passa. Depois de sobreviverem à todo aquele mistério do labirinto, os Clareanos deverão enfrentar uma nova missão: o deserto. 

Após escaparem do labirinto, Thomas e os Clareanos são deixados em um local e logo conhecem Aris (POSSÍVEL SPOILER) um garoto que viveu a mesma experiência que eles, só que em um outro labirinto (FIM DO SPOILER). Os Clareanos pensam estar a salvo, até que aparece um homem, que ganha o apelido de Homem-Rato, que explica a todos: o labirinto foi apenas a primeira etapa de uma experiência. O mundo que existia (e eles não se lembravam) já era outro, a Terra foi atingida por fortes tempestades de raios solares, o que provocou uma grande epidemia, o Fulgor (ou Fúria). O Fulgor é uma doença que vai matando o indivíduo rapidamente através de vários estágios. Ele ataca o sistema nervoso, transformando as pessoas em bestas, que esquecem quem são e passam a atacar uns aos outros. As pessoas contaminadas pela doença são chamadas de Cranks e eu imaginei algo bem próximo a um zumbi. Os Clareanos descobrem que tudo aquilo que passaram no labirinto foi um teste que buscava encontrar a cura para o Fulgor. O deserto é o próximo teste, eles devem se arriscar em um ambiente muito mais hostil e perigoso, onde ficam a mercê dos Cranks e de outros perigos. Depois de receberem a bomba, o pessoal todo passa por um Transportal, onde serão levados até o deserto. Eles entram lá com uma promessa da CRUEL: de que vão conseguir a Cura se sobreviverem até o fim. 

Bom, para quem esperou uma narrativa semelhante a Correr Ou Morrer é pego de surpresa ao ler Prova de Fogo. James Dashner traz no segundo livro da série cada vez mais dúvidas e mais mistérios. Algumas questões do primeiro livro são esclarecidas e outras são mais aprofundadas. O leitor tem uma visão mais ampla daquele universo, porém ainda com uma ideia um pouco mais distorcida das coisas. Desta vez os personagens estão em outro cenário, um talvez mais perigoso do que o próprio labirinto, lidando com seres talvez mais perigosos que os Verdugos. Damos adeus a muitos personagens, em algumas cenas várias mortes acontecem de vez, mas também somos apresentados a novos e maravilhosos personagens, como Jorge e Brenda, Aris e muitos outros. A cada página que se passa, o mistério se torna ainda mais insuportável e perturbador, por isso é uma leitura rápida, o leitor deseja saber o que está prestes a acontecer e quando percebe, já terminou o livro. 

Enfim, James Dashner sabe muito bem como fazer um mistério de qualidade. O livro termina deixando um gostinho desesperado de "quero mais" e várias dúvidas são deixadas para o próximo volume. Alguns personagens ficam, outros se vão. Thomas está um pouco mais maduro do que no livro anterior e precisa aprender a tomar decisões. Prova de Fogo é um livro com bastante ação e muito, muito mistério. Uma das cenas que mais me deixou apreensiva foi a que se passa após o Transportal (na verdade não lembro muito bem onde aconteceu), onde eles estão num túnel chegando ao deserto e, de repente, algumas coisas de metal no teto começam a derreter e cair na cabeça dos Clareanos, formando uma bola gigante, que endurece e acaba matando os atingidos. Além da inesquecível cena dos Cranks, onde há um dos quotes mais famosos da série: "Laís roubou meu nariz, eu acho", quando eles conhecem Jorge e Brenda. 

Prova de Fogo é um ótimo livro para quem gosta de muita ação e mistério. Para quem viu a adaptação de Correr Ou Morrer, não preciso nem dizer que recomendo muito a saga, né? Então ta aí a dica de leitura para a semana. Lembrando que a adaptação de Prova de Fogo estreia dia 17 de Setembro desse ano (já está perto!!!), então corram para ler e estarem por dentro quando forem ver o filme, porque eu garanto: é impossível eles conseguirem colocar tudo no filme! Acompanhei quase todos os processos da adaptação que foram divulgados e parece que está bem fiel. Vamos torcer, né?! 

  Então é isso, aproveitem a leitura e nunca se esqueçam: CRUEL é bom! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre o blog


Conteúdo sobre questões raciais e de gênero de forma acessível e cor-de-rosa. O blog aborda assuntos como moda e estética negra como forma de expressão, além de questões ligadas ao movimento negro e feminista na contemporaneidade.

Newsletter