domingo, 22 de janeiro de 2017

MYSTIQUE | Astrologia a Fundo - Conheça-te!



Olá, leitores, nesse mês de janeiro, minha primeira matéria para a Coluna Mystique, resolvi escrever sobre astrologia, não um conceito simples do que é, mas sim a profundidade dessa, a importância de conhecer a mesma e, principalmente, acabar com essa banalização que muitos fazem com esse estudo tão complexo e antigo.


O que é Astrologia? Pra que serve isso? É uma ciência? É uma brincadeira de revistas? É coisa de gente desocupada?
Em todos os meus estudos sobre a Astrologia, até hoje não consegui responder todas as perguntas que veem em minha mente. Há perguntas complexas, “Como funciona o mapa astral de pessoas gêmeas?” e perguntas simples de pessoas que não compreendem verdadeiramente o sentido da Astrologia “Eu não me identifico com o meu signo, e agora?”.

Não há respostas simples, disso tenho certeza, e nem muitas vezes há uma única resposta para uma única pergunta. Mas, na tentativa de que vocês tenham algum conhecimento, criei um conceito geral para esse tema.

Astrologia nada mais é que um conhecimento, um estudo, onde tentamos descobrir como os astros podem interferir e interagir nos seres humanos, em suas personalidades complexas e únicas, no modo de amar, no carinho que podemos receber, mas nunca no livre arbítrio de qualquer pessoa.

E engana-se quem pensa na frase: “Eu não acredito em Astrologia”, este pensamento não só está errado, como também é de extrema ignorância, pois Astrologia não é uma religião, não é uma divindade, não é algo pra acreditar ou não, é um estudo, um conhecimento. E MERECE RESPEITO. Ele existirá independente da sua crença.

Antes de qualquer coisa, antes mesmo de começar a julgar, pare e pense: A astrologia surgiu bem antes que a maioria das religiões, surgiu bem antes da nossa ciência, inclusive, sem a astrologia, não existiria ciência, nem matemática, nem filosofia, ou seja, uma percursora de tantas atividades, não merece a total falta de respeito que vem ganhando. E, principalmente, a banalização que algumas páginas do Facebook fazem, trazendo desmerecimento e um tom de brincadeira à um assunto sério e de grande história.

Desconsiderando um pouco suas crenças, religiões ou pensamentos filosóficos abstratos em relação a Astrologia, tente embarcar num universo infinito de possibilidades e interpretações do Mapa Astral, se conheça um pouco mais, pois com o conhecimento de si próprio, estamos sujeitos a evolução, sabendo dos nossos defeitos ou qualidades, estaremos dispostos a mudança, ao aperfeiçoamento.

Sem mais delongas, vamos ao que interessa. O MAPA ASTRAL. 

Cada pessoa é única, ou seja, você nunca encontrará um mapa exatamente igual ao outro, mesmo se você encontrar pessoas com os planetas, casas astrológicas, oposições, quadraturas, trigonos,.. iguais, aquele mapa não será igual, há sempre uma diferença. E, de qualquer forma, o mapa não é uma regra para todo mundo, não é um simples manual de uma máquina que podemos saber como funciona. É uma fonte de energias, uma disposição de sabores que cada pessoa tem acesso, e sendo assim, cada um poderá utilizar o sabor que quiser, trazer para sua vida a tonalidade, ou seja, a característica que melhor poderá lhe agradar, e com o crescimento e desenvolvimento da personalidade ou até mesmo a superação de posições difíceis. A evolução cabe a nós, não é por que um geminiano tem a terrível mania de desapego exagerado, que essa característica poderá estar em você que nasceu com o sol em gêmeos. Essa energia estará presente, caso você tenha algum posicionamento no seu mapa, porém não é uma regra de que você terá essa característica.


O Mapa Astral é a representação gráfica da disposição dos planetas no momento exata do seu nascimento, esse mecanismo ajuda na interpretação das energias que cada pessoa poderá desenvolver no decorrer da vida. Existem 12 signos, 10 planetas e 12 casas astrológicas, cada posicionamento tem suas limitações e suas funções, mesclando as posições, temos um ser único e complexo.



OS PLANETAS (O QUE ACONTECE NA TUA VIDA)
AS CASAS ASTROLÓGICAS (O LUGAR OU ÁREA DA TUA VIDA)
OS SIGNOS (O MODO QUE VOCÊ FAZ ACONTECER)

Mesmo que o sol (planeta do ego, da personalidade, do self) esteja posicionado num determinado signo, ele indicará o que você precisa ter para desenvolver o ego, o signo em que ele estiver, será o modo como você poderá fazer acontecer e estando numa determinada casa, mostrará a área de desenvolvimento que melhor será trabalhada para chegar ao máximo da evolução. Entre outras palavras, o signo, o planeta e casa se tornam uma ferramenta para nos auxiliar nos atalhos, nos becos sem saída e os melhores caminhos para chegarmos aonde queremos, mas que não determina quando nem como o faremos. Sempre temos uma escolha.

Enfim, terminando com esse breve pensamento sobre o mapa astral, os signos, a astrologia em geral... Dou-lhes um pequeno conselho: Façam o Mapa astral, se conheçam melhor, tentem chegar num conhecimento de si mesmos, sendo assim, vocês estão mais propensos a melhorar e a evoluir.



Para comemorar nosso primeiro encontro, estarei fazendo uma pequena análise de mapas, aos 5 primeiros que me enviarem a Data, horário e local de nascimento, com Nome completo.
Enviem para o e-mail: netto.ashismos@gmail.com
Desde já, aviso que deverão ter paciência e que irei responder aos 5 primeiros.
Alguma dúvida, algum comentários pertinente, qualquer coisa, comentem, responderei assim que possível.

Obrigado à todos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre o blog


Conteúdo sobre questões raciais e de gênero de forma acessível e cor-de-rosa. O blog aborda assuntos como moda e estética negra como forma de expressão, além de questões ligadas ao movimento negro e feminista na contemporaneidade.

Newsletter