terça-feira, 2 de maio de 2017

Mochilão da Record 2017 | Lançamentos literários


A edição de 2017 do Mochilão da Record aconteceu ontem (01) na praça de alimentação do Salvador Norte Shopping

Como sempre, o evento apresenta os principais lançamentos literários do ano do Grupo Editorial Record. O público chegou cedo em pleno feriadão para pegar as pulseiras que deram entrada ao evento. Com apresentação bastante divertida e dinâmica, as representantes da editora contaram as histórias dos principais lançamentos de um jeito alegre e engraçado, despertando ainda mais o interesse do público pelas obras. O melhor de tudo é ver a transparência de uma editora que se preocupa com o que o seu público deseja. Quem acompanhou outras edições consegue perceber que todas as sugestões e reclamações são levadas a sério. Eles estão sempre buscando trazer mais do que eles veem que está dando retorno e melhorando o que já é bom. 

Depois de apresentar os livros, chega a melhor parte: os brindes. Este ano foram sorteados alguns livros e duas mochilas com seis livros cada. O kit que todos recebem veio com uma ecobag decorada e alguns marcadores e bottons. Paraíso para os colecionadores. 

Confira a sinopse de alguns lançamentos apresentados:


Belas Maldições

Dois grandes autores britânicos de fantasia, Terry Pratchett e Neil Gaiman, se juntaram para escrever esse romance sobre o fim do mundo. O mundo vai acabar em um sábado. No próximo sábado, e ainda por cima antes do jantar. O que é um grande problema para Crowley, o demônio mais acessível do Inferno, residente na Terra, e sua contraparte e velho amigo Aziraphale, anjo genuíno e dono de livraria em Londres. Depois de quatro mil anos vivendo entre os humanos, eles pegaram um gosto pelo mundo, e o Armagedom lhes parece um evento bastante inconveniente. Então, para evitar o fim do mundo, precisam encontrar a chave de tudo buscando ajuda de Anticristo, uma jovem ocultista, caçadores de bruxas e cavaleiros do apocalipse.

O Casal que Mora ao Lado

No dia do aniversário de Graham, ele e sua esposa Cynthia convidam os vizinhos para jantar. Os quatro são amigos e moram em casas geminadas, coladas parede com parede. Marco acha que será bom para Anne, que está sofrendo de depressão pós-parto depois do nascimento da filha, Cora. Quando a babá desmarca com o casal em cima da hora, eles decidem deixar a bebê de seis meses em casa e ir ao jantar. Levam a babá eletrônica e se revezam para, de meia em meia hora, dar uma olhada na menina. Mas, quando voltam do jantar, a criança não está lá. Em “O casal que mora ao lado”, a autora Shari Lapena retrata com precisão a angústia dos pais enquanto desenrola uma teia de acontecimentos e reviravoltas até o impactante desfecho.

O Canto Mais Escuro da Floresta

A autora de “As crônicas de Spiderwick” traz mais uma história repleta de magia e mistérios. O protagonista é Hazel, que mora com o irmão, Ben, numa cidade onde humanos e fadas convivem. A magia aparentemente inofensiva desses seres atrai turistas de todas as partes, que querem ver de perto as maravilhas do lugar e, principalmente, o garoto de chifres e orelhas pontudas que descansa em um caixão de vidro. Hazel e Ben eram fascinados pelo garoto quando crianças. Mas, à medida que crescem, as histórias e teorias que inventavam perdem o encanto. Eles sabem que o garoto de chifres nunca acordará. Até que um dia ele acorda. Agora, os irmãos precisam se tornar os heróis que fingiam ser em suas brincadeiras e desvendar os mistérios que envolvem aquele príncipe com chifres.

Em Águas Sombrias

Em seu novo livro, a autora do fenômeno “A garota no trem”, narra mais uma vez uma história misteriosa centrada em mulheres. Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã. Jules não atendeu o telefone e simplesmente ignorou seu apelo por ajuda. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre para cuidar da filha adolescente que a irmã deixou para trás. Mas Jules está com medo.  De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, de saber que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, ela está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de Poço dos Afogamentos. Narrada por diversos personagens, a história de “Em águas sombrias” vai se desenrolando aos poucos e desvendando os segredos do passado dos habitantes de uma pequena cidade no interior da Inglaterra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre o blog


Conteúdo sobre questões raciais e de gênero de forma acessível e cor-de-rosa. O blog aborda assuntos como moda e estética negra como forma de expressão, além de questões ligadas ao movimento negro e feminista na contemporaneidade.

Newsletter