RESENHA | Corra!


Pôster do filme
Por: Lisandra Rodrigues

Inspirado em uma história contada num show de comédia do Eddie Murphy, Jordan Peele dá vida a uma trama admirável, com um roteiro envolvente e que se destaca pela maneira com que aborda o seu tema principal: a discriminação racial.

A historia acompanha um final de semana na vida do afro-americano Chris (Daniel Jaluuya, ator já conhecido por participação na série “Black Mirror”) prestes a conhecer os pais da sua namorada branca Rose (Allison Williams). A princípio, Crhis vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com o relacionamento da filha, mas, no decorrer do filme, uma serie de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar.

Nos primeiros minutos de filme, um leve incomodo já faz parte do telespectador ao perceber que todos os funcionários são negros e “estranhos”. Mas o seu realce está na maneira normalizada de mostrar o racismo presente em toda aquela situação. A típica frase “eu não sou racista, eu até tenho amigos negros" classifica muito bem diversas cenas e comentários feitos pelos personagens. Aqui, como em muitos lugares do mundo, o racismo se mostra velado, as pessoas “acreditam” que ele não existe. O negro é bem-vindo, quase uma peça de museu. Não há nada explicito, mas extremamente perceptível.

Foto: Reprodução.

No contexto, não há nenhuma reclamação a ser feita. No seu primeiro filme, Jordan teve sucesso nas bilheterias. De acordo com o The Wrap, ele é oficialmente o longa mais lucrativo de 2017 com um retorno financeiro de 630% e um lucro de US$ 217 milhões ao estúdio. Além disso, há êxito em todas as mensagens que planejou passar. No filme tudo é maravilhosamente sincronizado, não deixando nenhum fio solto. Seu terror psicológico segue a todo o momento, mesmo com as sátiras humorísticas.

Se os seus próximos trabalhos seguirem este mesmo padrão, sem duvidas, teremos bons filmes para ver, por bastante tempo. “Corra!” é excelente, assistam!


0 comentários: